Beatlemania Nacional

05 pessoas maravilhosas da Beatlemania nacional que já nos deixaram

A vida de fã dos Beatles não é feita só de alegria e prazer. Momentos muito tristes também fazem parte da nossa trajetória. Basta lembrar que já perdemos dois deles (John e George), além de vários personagens importantes na história. Na lista de perdas também constam vários amigos que tivemos o prazer de conhecer, conviver (pessoalmente ou pela Internet), mas que partiram para o infinito cedo demais. Listamos aqui 5 personagens inesquecíveis que conhecemos e nos despedimos já na era da Internet, uma homenagem a essas pessoas que certamente brilham no céu estrelado do Rock’n’Roll.
(Por José Carlos Almeida. Colaborou: Fabiano Barile)

Mitch Marini (Músico, Porto Alegre/RS)
Cezar Vicente Rodrigues Marini, o Mitch Marini, era conhecido na Beatlemania gaúcha como Mitch McCartney, por fazer as partes do beatle canhoto na The Beatles Fan Club Band. Nascido em 1956, morreu com exatamente 50 anos de idade, em 24 de Junho de 2006.

Músico muito técnico, além da The Beatles Fan Club Band, Mitch também tocava na OSPA (Orquestra Sinfônica de Porto Alegre).

 

 

Carlos Brack (Fã dos primórdios da Internet, Porto Aletre/RS)
No dia 10 de Junho de 2010, apenas 3 dias após completar 51 anos o gaúcho Carlos Brack nos deixava vítima de um infarto fulminante. Nos tempos das comunidades do extinto Orkut ou pelas listas de discussões de emails era muito fácil encontrar o simpático e atencioso Carlos, e não menos dificil se tornar amigo dele, característica essa que o tornou muito querido na internet.

Funcionário Público em Porto Alegre e fã como muitos outros espalhados pelo mundo Carlos era apaixonado por futebol, pelas músicas dos anos 60 e  nutria uma paixão sem limites pelos Beatles. Tinha em John Lennon seu maior ídolo e dizia que o disco Abbey Road era uma “perfeição musical”.

 

Carlos Assale (Músico, São Paulo/SP)
A comunidade beatlemaníaca recebeu, na segunda-feira, 31 de Agosto de 2010, a triste notícia do falecimento de um dos maiores fãs dos Beatles e um dos caras mais gente fina que já tivemos entre nós: o músico Carlos Assale, vítima de um infarto fulminante. Grande músicoc e lutiher, Assale desenvolveu uma marca de instrumentos que marcou época, a Dolphin. Era um expert. Na Beatlemania, colaborou muito com sites que mesmo hoje são relevantes e apresentam informações preciosas (alguns deles resgatados e mantidos até hoje pelo Portal Beatles Brasil): Brinwashed, sobre o derradeiro álbum de George; Chaos and Creation, sobre o álbum de Paul McCartney; Circus Place, sobre música e instrumentos musicais; India Beatles, sobre os instrumentos indianos dos Beatles (atualmente disponível no Google Play em forma de app Android, entre outras dezenas de colaborações para o Portal Beatles Brasil, que ainda estão online.

Seu falecimento, além de ter deixado todos os amigos e fãs abalados, apresentou uma triste ironia: aconteceu pouco mais de dois meses antes do primeiro show de Paul McCartney na nova era de apresentações no Brasil. No dia 05 de novembro de 2010 os amigos realizaram um evento chamado Concert For Assale, com a participação de dezenas de músicos de bandas cover dos Beatles de diversos lugares do Brasil.

 

Jucka Pinheiro (Músico, Rio de Janeiro/RJ)
Em 15 de Junho de 2015 a Beatlemania carioca perdeu uma pessoa muito querida no meio: Jucka Pinheiro, violão, vocal e produção da banda Bons Tempos Beatles Cover. Ele nunca foi a Liverpool, nunca participou de grandes festivais, mas a sua bondade para com as pessoas o tornou uma pessoa muito querida não só entre músicos Cover mas também dos fãs.

Vira e mexe ele lançava na internet versões ao vivo ou estúdio, dele e de sua banda em ação, além de compor suas próprias canções, algumas em parceria com André Katz, da banda cover mineira Sgt. Pepper. Jucka Pinheiro tinha 70 anos.

 

Marcus Rampazzo (Músico, São Paulo/SP)
No dia 29 de Março de 2016, foi a ver do músico Marcus Rampazzo, de São Paulo, partir para o infinito. Rampazzo era conhecido pelo seu trabalho em uma das bandas mais antigas e famosas entre as covers brasileiras, a Beatles 4Ever, onde sempre chamou a atenção por seus arranjos perfeitos. Estudou Teoria Musical no Conservatório Ernesto Nazareth. Se aperfeiçoou no Conservatório Musical Paes de Barros. A partir daí, dedicou-se exclusivamente ao rock.

Antes de viver o papel de um Beatle, Rampazzo tocou com os irmãos Ricardo e Junior, como Os Psicodélicos. Mas os Beatles já começavam a ser o primeiro e único conjunto de sua vida. É o grande idealizador da Banda Beatles 4Ever, que começou no inicio dos anos 80. Fascinado pelo som do grupo inglês, Rampazzo rompe com a batida do violão e decide radicalizar. Sai à procura de partituras das músicas dos Beatles e se decepciona.”Era tudo cifrado e os arranjos diferentes das gravações”. O passo seguinte, foi ouvir cada disco, apurar o ouvido e transcrever os arranjos. Autodidata e muito habilidoso, foi responsável pela maioria dos arranjos do grupo.

Aos nossos amigos falecidos (e seus familiares), uma última mensagem do Portal Beatles Brasil: vocês jamais serão esquecidos. Sempre serão lembrados com muito carinho por todos que os conheceram.

Comente

Clique Aqui Para Comentar

Quer comentar?