jc

Desde Fevereiro de 2001 os beatlemaníacos brasileiros podem contar com o Portal Beatles Brasil na hora de buscar informação de qualidade e confiança sobre a banda formada por Lennon, McCartney, Harrison e Starr. O site, e tudo que vem dele, é criação do baiano José Carlos Almeida, com diversos parceiros e colaboradores. A entrevista abaixo foi concedida a Jéssica Pires e fará parte de seu TCC, em Brasília.

Como surgiu o Portal Beatles Brasil e atualmente como ele é estruturado?
Em 2000 eu conheci o gaúcho José de Jesus Souza, Ze Lennon, dono de um fã-clube em Porto Alegre, em uma “rede social” que não existe mais, o IRC. Eu, que moro no interior da Bahia, já trabalhava com criação de sites para empresas e, em uma conversa, combinamos de criar esse site, algo que pudesse informar os fãs brasileiros e ao mesmo tempo nos trazer o que de melhor os Beatles nos dão (depois da música), que são os amigos. Várias redes sociais se extinguiram de lá pra cá (o próprio IRC, além do MSN, o Orkut, o Yahoo Grupos e outros), mas nós continuamos até hoje, sempre em parceria com as novas redes que vão surgindo. Hoje, além do site em si, temos ligações com o Facebook, Twitter, WhatsApp e Blogspot. Mas o principal continua sendo o site, um portal de notícias e informações.

Quantas pessoas formam a equipe? Todos são fãs?
Difícil dizer o número de colaboradores, pois são dezenas. Temos desde colunistas, gente que escreve de forma periódica, até pessoas que só escreveram uma ou duas vezes. Também temos colaboradores na administração da fanpage e na nossa rádio (locutores, por exemplo). Aliás, nossa rádio online é um barato: 24 horas por dia, 8 dias por semana, com músicas dos Beatles juntos e solo, além de artistas ligados a eles (contratados da gravadora Apple, por exemplo). É uma raridade após a outra! Acabo de criar o aplicativo para Android e agora todos podem ouvi-la nos aparelhinhos. E sim, todos os colaboradores da equipe são fanáticos, voluntários, e ajudam só por amor aos Beatles e por prazer em informar.

A rádio realmente funciona 8 dias por semana? Fiquei meio confusa com isso.
Nossa webradio de fato, funcion 24 horas, todos os dias da semana. Usamos a expressão “8 dias” em nossas campanhas publicitárias, uma brincadeira com a música “eight dys a week”, dos Beatles (que traduzindo seria justamente “8 dias por semana”).

Qual é a periodicidade das postagens no site e no facebook? Todo o conteúdo são feito por vocês?
As postagens no site são praticamente diárias. Acredite, os Beatles continuam gerando muitas notícias. Não só eles, mas também personalidades diretamente ligadas a eles, além das bandas cover nacionais, leilões de objetos, coberturas das turnês de Paul McCartney e Ringo Starr, além de muita arqueologia e curiosidade. Quase tudo é produzido ou traduzido por nós, mas também usamos clipping de notícias (notícias retiradas de outros veículos de informação, com as fontes creditadas). Na rádio online, basicamente fazemos pesquisas para sempre termos gravações diferentes, não apenas as oficiais dos discos. E no Facebook, além de compartilharmos as notícias do site, também criamos campanhas específicas para essa rede social.

Qual é a média de acessos no portal Beatles Brasil?
Atualmente nosso site varia entre 2 e 3 mil visitas por dia (medidos pelo Jetpack) e sobre o Facebook, não dá pra saber diariamente as visitas (na verdade, eu é que não sei como ver). Sei que somos seguidos por cerca de 90 mil pessoas e algumas das nossas postagens tem algumas centenas de compartilhamentos, comentários e curtidas (nem todas).

A banda Beatles acabou há mais de 40 anos e ainda continua presente na sociedade. Na sua opinião, o que fez com que o grupo não se perdesse no passado e seja adorado até hoje pelos fãs e por muitos jovens que nem viveram na época?
Os Beatles são um fenômeno histórico comparável a poucos outros que a humanidade já viu. Já surgiram com uma energia e uma concentração de talento que poucas vezes aconteceu. Suas músicas não foram feitas para serem ouvidas nesse ou naquele ambiente ou época… são para qualquer momento, lugar ou tempo.  Eles são muito mais que música: com eles aprendi redação, noções de marketing, estética, moda, história, cinema, poesia, liberdade, ética e muitas lições de vida. Mas a meu ver, o principal mesmo é a qualidade das suas músicas que os torna eternos – assim como Beethoven, Chopin, Bach e Wagner. Eles atingiram um nível tão alto que é difícil até mensurar.

Na sua opinião, por que os Beatles são tão populares no Brasil, um país distante e de idioma diferente do inglês?
Mesmo que os Beatles cantassem em mandarim, ou até mesmo fosse uma banda instrumental, ainda assim seriam os maiores, os melhores, o máximo! No Brasil, milhares de fãs passaram a estudar inglês para entendê-los, e aí está mais uma grande colaboração deles à nossa cultura. Também tivemos a Jovem Guarda, que nos anos 60 produziu muitos sucessos dos Beatles, traduzidos para o português, gravados por nossos artistas. Existem países ainda mais fechados e distantes, como a Mongólia e Angola, que se deixaram seduzir pela magia dos Beatles. Eles são mais que poderosos, são inevitáveis!

Em um momento onde o fluxo de informações na internet é intenso e veloz, de que forma o Portal Beatles Brasil (Site e Facebook) contribui para que banda Beatles continue presente no mundo virtual?
Nem sempre foi assim. Imagine um mundo sem celular, Facebook, Twitter, Instagram, WhatsApp, streaming de rádio, sem Orkut, MSN e até mesmo sem o GOOGLE!!! O mundo era assim quando lançamos nosso site! Isso criou um público fiel, com vínculos sólidos, gente que curte o Portal Beatles Brasil porque sempre contou com ele na busca de informação sobre os Beatles, desde antes do Facebook e do Google. Além do mais, sempre procuramos usar justamente essas redes sociais para atrair o público para nossos sites, evitando que ele se torne obsoleto.

Mas o maior reconhecimento do nosso trabalho eu tenho visto mesmo é nas filas dos shows de Paul McCartney, Ringo Starr e festivais de bandas cover. Centenas de pessoas me abordam (e aos nossos colaboradores) dizendo que acompanham as notícias pelo nosso site – alguns há anos! Cada vez que sou reconhecido é uma emoção incrível, e para os nossos companheiros também. Daí eu achar que ainda somos relevantes, apesar de tanta informação. Meu maior orgulho: minha filha de 8 anos hoje é beatlemaníaca também e ouvinte assídua da Rádio Beatles Brasil!

Podemos encontrar muitas produções independentes feitas por fãs, principalmente páginas no Facebook sobre os Beatles. Qual é o fator diferencial do Portal Beatles Brasil para essas outras produções?
Tenho contato com donos de blogs, fanpages, grupos, donos de fã-clubes, produtores e músicos de bandas cover. Todos nós, acredito, temos a mesma missão de informar. Tentamos sempre lançar algo novo, talvez esse seja nosso principal diferencial. Por exemplo, lançamos, há 14 anos, a idéia de um site atualizado coletivamente, por uma equipe, não por apenas uma pessoa (geralmente dono de fã clube). Também temos um endereço fácil (www.thebeatles.com.br), uma rádio online, ligação com as redes sociais e um certo perfeccionismo. Também costumamos divulgar o trabalho de todos eles – coisa rara, hoje em dia, principalmente porque aqui onde vivo, não há rivalidades regionais. Sempre tentei colocar, na medida do possível, a cara dos fãs no site. Por exemplo, já publicamos dezenas (na verdade, centenas) de fotos das tatuagens, bebezinhos caracterzados e coleções que os beatlemaníacos nos enviam. Também divulgamos intensamente as atividades das bandas cover e eventos nacionais. Acho que isso tem sido nosso diferencial e a receita para a nossa permanência por tanto tempo. Não temos um personagem central por trás do site, e sim um núcleo central.

Além da produção de conteúdo feita pro site e pro Facebook, vocês recebem muitas sugestões e ideias de seguidores?
Recebemos sugestões sim, não só sugestões, mas também muitas solicitações de divulgação, fotos dos fãs (nos shows, com suas coleções, suas tatuagens, bebês beatlemaníacos etc) e colaborações. Por exemplo, várias vezes alguém vai a um show de uma banda cover, fotografa e escreve uma cobertura – aí a gente publica. Acho que é certo citar aqui pelo menos alguns nomes da nossa equipe (não todos, infelizmente vou me esquecer de alguns), como forma de agradecimento aos anos e anos de qualidade na informação: Cláudio Teran, Marcelo Fróes, Beto Iannicelli, André Katz, Edu Henning, Luiz Lennon, Cláudia Tapety, Ze Lennon, Aletheia Vieira, Aggeu Marques, José Ruiz,
Janaina Huang, Octávio Miguel, Talma Lennon e outros que, embora não tenham sido citados, certamente se sentirão representados. Menção especial ao genial Carlos Assale, infelizmente falecido em 2010, mas ainda muito presente no nosso cotidiano. Em nome da Beatlemania nacional, obrigado a todos!

José Carlos Almeida no Facebook:

https://www.facebook.com/josecarlosalmeidaoliveira

beatles brasil no morumbiParte da equipe do Portal Beatles Brasil no portão 1 do estádio Morumbi, logo após o primeiro show de Paul McCartney em São Paulo, 2010