paul mccartney hofner violin bass

Um baixo Hofner estilo violino que foi roubado de Paul McCartney pode estar na cidade canadense de Ottawa, escondido por um fanático misterioso chamado “The Keeper”. A revelação é feita pelo biógrafo Phillip Norman, em uma nova biografia chamada Paul McCartney: The Life (ainda sem tradução para o português ou data prevista para lançamento no Brasil).

Trata-se de um instrumento histórico, do início da carreira dos Beatles, na era Cavern Club, em que ainda moravam em Liverpool. O baixo foi roubado da banda durante as sessões de gravações do projeto Get Back/Let It Be, em 1969. Seu paradeiro permaneceu desconhecido até agora – e mesmo assim, só existe uma informação vaga, pois não foi de fato encontrado.

Trata-se do primeiro violin bass de Paul McCartney, que na época possuia dois exemplares: um comprado em Hamburgo em 1962 e outro melhorado, presenteado pela empresa Hofner em 1963 em agradecimento pela divulgação que o beatle havia feito do instrumento. Este segundo é o que Paul ainda usa em suas turnês, é segurado por mais de 4 milhões de dólares. O “baixo Cavern” nunca foi recuperado.

Segundo Phillip Norman, a informação sobre o baixo foi passada por uma fonte confiável: um motorista de táxi chamado Peter Hodgson, de Liverpool, que vem tentando rastrear o baixo durante anos. Segundo Hodgson, “The Keeper” não roubou pessoalmente o instrumento, tendo adquirido-o em uma compra, há algumas décadas.