Ringo Starr

Ringo Starr afirma que Paul McCartney morreu em 1966 e foi substituído

ringo
Pouco antes de embarcar para o Brasil, Ringo Starr deu uma entrevista em sua luxuosa mansão na Califórnia ao jornal Hollywood Inquirer onde, entre outros assuntos, fez uma declaração surpreendente: o “verdadeiro” Paul McCartney morreu mesmo em 1966, quando foi substituído por um sósia. Isso teria acontecido em 9 de novembro de 1966, após McCartney ser vitimado em um acidente de carro. A história, uma das mais lendárias envolvendo os Beatles, ficou conhecida como PAUL IS DEAD e reunia, em capas de discos, várias pistas sobre o falecimento.

“É brincadeira”, dirá qualquer beatlemaníaco (inclusive eu), mas seguindo a matéria o jornal há a declaração: “quando ele morreu, entramos em pânico”, teria dito um emocionado Ringo. “Não sabíamos o que fazer, então nosso empresário, Brian Epstein, sugeriu que convidássemos o Billy Shears como uma solução temporária. Achávamos que ficaria apenas uma semana ou duas, mas fomos levando, sem divulgar a notícia. Billy se tornou um ótimo músico, ainda melhor que Paul. O único problema é que ele não conseguiu se dar muito bem com John por muito tempo”, concluiu.

Note do Portal Beatles Brasil: É certo que Ringo Starr tirou um belíssimo sarro com o jornalista que, crendo ou não, achou a história interessante de publicar – assim como nós também (e talvez seja até uma notícia fake, estilo “Sensacionalista”). Afinal, em se tratando dos Beatles, mesmo uma lorota histórica é interessante.

paul2
Paul McCartney e Billy Shears: não é que são parecidos mesmo?

 

Comentários

Clique Aqui Para Comentar

Quer comentar?