Ringo Starr e Claudia Tapety

Ela já tinha tirado foto ao lado de Paul McCartney e agora foi a vez de conhecer e “chegar junto” de Ringo Starr! Claro que estou falando de Cláudia Tapety, a fã alucinada de Recife (aquela que tem um muro temático dos Beatles em sua casa). Em mais uma entrevista exclusiva para o Portal Beatles Brasil ela explica como conseguiu chegar tão perto do baterista dos Beatles e sobre os shows recentes que viu dele e de Paul.

 

Vamos começar pelo que todo mundo quer saber: como você conseguiu tirar aquela foto com Ringo Starr?
Alguns amigos já foram ao Meet & Greet e pedi para que me avisassem quando aparecesse uma oportunidade. Soube na quarta-feira, dia 01, através do grupo Beatle do Peru e do Examiner, de Steve Marinucci. Falei com duas amigas que também queriam e mandamos um e-mail para Celebrities Art. Eles disseram que só confirmariam nossa vaga na segunda, dia 06. Recebi a confirmação na manhã do dia 06. O rapaz da Celebrities Arts nos enviou as instruções para o pagamento e então compramos as passagens. Fomos para NY, de onde seguimos para Worcester. Ficamos hospedadas ao lado do DCU Center. Conforme o combinado, chegamos ao local às 16h30. Havia cerca de 15 pessoas para o Meet & Greet. Recebemos instruções e ficamos em fila até nos dirigirem ao local onde Ringo estava. Ringo recebeu a todos pela ordem da fila, brincou e riu com todos, aí tiramos a foto. O Meet & Greet é rápido, mas para um fã é um momento fantástico.

Você chegou a falar alguma coisa pra ele? Ele te disse algo?
Estávamos dentro do DCU Center na área atrás do palco, por onde Ringo entra. Estava super feliz e me apresentei dizendo meu nome e de onde eu era. O Meet & Greet sempre é muito rápido, mas consegui dizer várias vezes “Ringo, I love you!”. O abracei e tiramos as fotos. Depois fiquei de frente pra ele e disse mais umas três vezes “ Ringo, I love you!”. O segurança mandou sair do local, enquanto os outros falavam com Ringo. Claro que não saí e esperei pra ver Ringo novamente. Enquanto posava para as fotos, ele olhou pra meu vestido e fez o sinal de positivo com mão. Esperei até a última pessoa sair e disse novamente “Ringo, I love you!” e ele me respondeu com “I love you too!”.

Houve algo diferente nesses shows, em relação aos que ele já fez no Brasil?
O set list mudou um pouco relação ao do ano passado. Dessa vez ele tocou “You’re Sixteen” e “I’m The Greatest”. Ele também não tem jogado a toalha ultimamente.

Além dos shows do Ringo Starr, você visitou outros locais importantes na Beatlemania, certo? Conte-nos mais detalhes.
Claudia Tapety ImagineFui ao Imagine no Central Park. Sempre que vou a NY levo flores, velas e uma maçã verde para John. Aproveito para cantar com os tocadores locais quando eles estão por lá. Não pude deixar de passar pelo Hotel Plaza. Entrei pelo acesso do Oak Saloon.

Depois de ter conhecido e tirado fotos ao lado de Paul e Ringo, o que falta mais para você realizar?
Como acredito em vida após a morte, vou tentar me encontrar com John e George. Não vai ser fácil, mas tentarei!

Antes dos EUA você foi ver Paul na Argentina, certo? Que impressão você teve dos shows?
Paul é sempre maravilhoso! Em Córdoba me hospedei do Sheraton e pude vê-lo sair para a passagem de som e para o estádio. Adoro esses momentos. Em Buenos Aires não fui para o hotel, porque preferi ir mais cedo para a fila. O estádio de Córdoba ficava em um local sem boa estrutura de transporte. Dois dias antes do show fui ao estádio pela tarde com uma amiga e não conseguimos transporte pra voltar. Acabamos pegando carona na viatura da polícia. O estádio de La Plata é muito longe e o transporte para saída tinha que ser acertado antes. Além disso, os táxis estavam superfaturando .

O público argentino é parecido com nós, brasileiros?
O show de Cordoba foi sentado, não houve problema. Nos shows de La Plata eu e meus amigos brasileiros ficamos na frente. Achei o público diferente do daqui do Brasil. A agitação sempre é grande quando Paul entra, mas logo depois o povo se acalma. Claro que de vez em quando tem alguns bate boca, mas na Argentina o confronto era o tempo todo, e sempre havia muita provocação.

Como grande colecionadora, imagino que você tenha adquirido muito material novo. 
Não tive muito tempo pra procurar coisas fora de catálogo. Comprei as edições do PURE McCARTNEY, todas as camisetas de Ringo, souvenirs, posters e alguns livros.

Vi fotos do aniversário de Paul em sua casa. Como foi a festa?
O aniversário de Paul e Ringo são datas muito importantes para os fãs enviarem energia positiva, desejando muita paz, saúde e felicidade para eles. Este ano foi muito corrido, porque cheguei na quarta-feira, dia 15, à noite, e tive que deixar tudo pronto em dois dias. O aniversário foi super divertido. Assistimos alguns DVDs de Paul, tocamos violão, cantamos e contamos nossas experiências nos shows de Paul e de Ringo.

Você acha que Paul e Ringo ainda voltam a se apresentar no Brasil?
Atualmente no Brasil está difícil devido ao momento político e econômico que estamos passando. Até agora apareceram algumas especulações de que Salvador foi checada para um possível show de Paul, mas pra concretizar são necessários vários fatores. Espero que Paul e Ringo possam vir ao Brasil pelo menos em 2017.

 

Nota do Portal Beatles Brasil: O que é Meet & Greet
Trata-se de um sistema criado dentro do showbisness que permite que o fã tenha um acesso mais próximo ao ídolo, nos bastidores, para tirar uma foto exclusiva ao lado do mesmo, mediante o pagamento de uma taxa (geralmente um preço bem salgado). Como diz o título, é mesmo um “Oi e Tchau”. Geralmente os encontros acontecem antes de algum show, nos bastidores, ou no hotel onde a celebridade está hospedada. Apesar da maioria dos encontros durarem apenas alguns segundos para um clique, alguns ídolos são bem simpáticos e tiram fotos divertidas. O mais famoso e polêmico Meet & Greet que tivemos notícia foi o da cantora Avril Lavigne, que não permitiu sequer que os fãs a tocassem. Foi só uma foto e “próximoooo!”

Leia dois artigos mais completos sobre o Meet & Greet:
https://clubedaseis.wordpress.com/2015/09/20/meet-greet-o-que-e-vale-a-pena-pagar-tao-caro/