John Lennon

Por essa ninguém esperava: Yoko Ono agora é a autora de “Imagine”

Acaba de ser lançada na revista Variety uma notícia bombástica para o universo musical (principalmente entre os fãs dos Beatles): Yoko Ono vai receber crédito pela música “Imagine”, a canção mais emblemática do seu falecido marido John Lennon, clássico da música mundial lançado no álbum homônimo, em 1971.

O anúncio foi feito em uma reunião da National Music Publishers Association, entidade que representa as editoras americanas, em uma homenagem que contou com a presença de Yoko (de cadeira de rodas) e Sean Lennon.

Durante a cerimônia foi exibido um vídeo de John Lennon, feito em 1980, no qual ele declara que Yoko merecia os créditos. A música foi cantada por Patti Smith, acompanhada pela filha Jessie ao piano. David Israelite, presidente da associação, disse que Yoko, por ter sido a influenciadora e inspiração da canção, merecia o crédito. Difícil vai ser convencer o mundo disso.

Comentários

Clique Aqui Para Comentar

Quer comentar?

    • Julian não está passando fome. Ele entrou na luta contra Yoko e conseguiu alguma coisa. Ele passa bem, felizmente.

  • Por que o J.Lennon nao deu o crédito a ela? Foi impedido por quem se ela foi co-autora e tinha toda essa ascendência sobre ele? Não dá pra engolir essa japa.

    • Eu não a chamaria de “Japa” porque, menos não sendo, podem dizer que é preconceito. Nada contra ela ser japonesa. O problema é ser patética. Então ele disse alguns anos mais tarde que ela merecia créditos. E por que não deu os créditos? Seria compreensível se ele tivesse tomado providências para incluir seu nome. Não o fez. De fato ele gostou de uma frase dela, a melhorou e a incluiu em Imagine. Eu a vejo por aí como se fosse de John. Isso não a faz co autora da música. John fez isso muitas vezes. Peguem “Tomorrow Never Knows”. Ele tirou do Livro Tibetano dos Mortos verão de Timothy O’Leary. E O’Leary nunca pediu para ser incluído como autor. Ringo deu o título. Em “Beautiful Boy” há vários dizeres antigos na letra. Como aquela Life is what happens to you While you’re busy making other plans. Rola por aí que é de John. Que nada. Outra da mesma música: Every day in every way
      It’s getting better and better. Eu a ouvia sempre da boca do meu pai desde criança! Dizia tem aprendido na escola metodista onde estudou. Isso nos anos 40! Repito, se John tivesse falado a sério, teria tomado ele mesmo, as providências.

  • Que vergonha. E ela aceitou sabendo que não é co autora. Mais cara de pau impossível. Ela o inspirou? Nesse caso que seja dado crédito a cachorra Martha pelo Martha my Dear.